Editorial

Ainda vale a pena ter o Clube Pitzi ?

Bom, eu sempre fui um fã do Clube Pitzi. Com toda certeza, mesmo que eles tenham pisado um pouco na bola na primeira vez em que utilizei o serviço ( houveram diversos desencontros ), eles são atenciosos e sempre resolvem o problema ( mesmo que atrasado, como foi meu caso).

No passado ( sim, vou discutir um pouco sobre isto daqui a pouco ), você pagava uma taxa mensal ( igual é hoje ) e tinha resolvidos os problemas do seu smartphone bem mais rápido se comparado com as assistências comuns.

Se você mora em SP, em cinco dias, teu celular está na sua mão. Se você mora fora de SP, tem que levar em consideração pelo menos uns 15 dias para ter seu smartphone em sua mão novamente ( um prazo ainda complica se levarmos em conta tudo que passamos nas autorizadas comuns).

Era vantajoso porque eles cobriam os defeitos de fábrica ( aqueles vícios ocultos que a maioria dos eletrônicos tem no Brasil ) e isto não tinha custo algum. Inclusive na primeira vez que utilizei o serviço eu tive um problema de fábrica ( um vício do LG G2 que será discutido em outro post ) e não paguei nada.

Caso sua tela quebrasse ou seu smartphone caisse na água, ou qualquer outro tipo de acidente, você pagava um valor simbólico ( sim, para mim era simbólico ) de mais ou menos R$70,00.

Mas a Tia Dilma existiu, o Brasil faliu e o dólar disparou. E a Pitzi foi forçada a mudar um pouco o modo como ela gerenciava as paradas e … é aí que vamos discutir um pouco abaixo.

A mudança

Eu sei que muitos usuários podem ter culpado a Pitzi por esta mudança de regras, mas é um pouco impossível fazê-lo. Com toda certeza isto é reflexo da economia atual e as empresas, se não fizerem mudanças, estão fadadas a falir.

E como sabemos que a Pitzi não é uma empresa irresponsável ela teve que mudar seu esquema.
O que ocorre é que agora o modelo da Pitzi é o mesmo modelo de um seguro ( com a desvantagem de não cobrir roubo, já que boa parte dos seguros hoje também cobre alguns defeitos ) onde é cobrado uma franquia por qualquer serviço.

Ou seja, mesmo que seu defeito seja de fábrica, seja de queda ou qualquer outro, sua franquia será fixa de acordo com o valor do seu aparelho.

Hoje, pelo que eu entendi ( se eu errar e alguém da Pitzi ver pode me corrigir ) , a franquia é de 25% do valor do seu aparelho. Ou seja, caso seu aparelho custe R$1000,00 sua franquia para qualquer requisição na Pitzi será de R$250,00.

No meu caso, hoje, eu pago por volta de R$360,00 todas as vezes que eu acionar a Pitzi. E é aí que entra o problema hoje do modelo de negócio com o client da Pitzi.

Do lado do cliente

Como clientes entendemos a Pitzi, só que … também temos que ver nosso lado. Vou analisar um caso meu, que, está acontecendo agora.

Como todos sabemos o LG G2 (D805) sofre de um problema congênito de projeto que causa de tempos em tempos a queima de um cabo flat que faz a conexão de diversos componentes dele. Com isto a tela dele começa a apresentar algumas zonas mortas e ele chega ao ponto de ficar impossível de ser usado.

Como smartphone é uma coisa que usamos no dia a dia para tudo entram alguns poréns no novo modelo de negócio da Pitzi.

  1. Preço da Franquia
  2. Prazo de entrega do aparelho

Quando sai da garantia o aparelho teoricamente pode ser arrumado em qualquer empresa. E como o preço da franquia não é barato ( sim R$360,00 não é de graça ) eu fui ao mercado para saber como seria o custo da troca da tela ( sim, a troca em geral nas oficinas é da peça inteira, cabo flat mais também a frente inteira) já que eu teria dois custos aí: um é o custo da franquia + o custo dos dias parados.

É onde bate o grande problema e dor com o novo modelo da Pitzi. Como disse, estou fazendo um estudo em cima do meu caso, que pode ser agora o caso de muita gente.

A Pitzi se gaba de ter um atendimento rápido, mas a comparação deles é com autorizadas que sempre são ruins mesmo em atendimento. Quando se sai da garantia um aparelho não obrigatoriamente tem que cair em uma autorizada, e pode ir para qualquer oficina.

Aqui em BH temos a Futura Celulares ( autorizada LG ) que tem um prazo razoável ( da última vez levaram 24 horas para entregar meu aparelho) e a PDABH ( que me entrega o smartphone em mais ou menos 2 horas ou melhor, uma tarde digamos assim ).

Na PDABH, com o celular sendo entregue em uma tarde ( ou 2 horas ) o serviço que na Pitzi vai custar R$360,00 com eles custa R$450,00. Já com a autorizada LG a troca da frente inteira custa por volta de R$510,00.

Ou seja, por mais R$90,00 caso eu vá na PDABH ( empresa super confiável ) eu caio de um prazo de 15 dias de espera para uma tarde. Já na autorizada, não dá para confiar que eles me entregariam tão rápido, mas como é pago, com toda certeza o prazo seria bem menor que os 15 dias que a Pitzi apresenta para nós.

Problemas né ? Mas isto eu estou falando de telas. Caso seja uma placa mãe inteira realmente o custo da Pitzi de R$360,00 ficaria baixo.

Mas é bom lembrar ainda que, não sei a Pitzi irá realmente trocar a tela inteira num caso destes. Caso eles optem pela troca do cabo flat, por exemplo, eu fico no prejuízo de pelo menos R$210,00 já que o preço do cabo flat é de R$70,00 e estou jogando ai pelo menos uns 80 reais que alguém me cobraria de mão de obra para trocá-lo.

Mas o problema todo é que a Pitzi não abre mão de duas coisas, talvez até para manter o diferencial do serviço deles ( que seria o tempo): o servico ser feito com eles ou com uma autorizada. Como autorizadas não são confiáveis você fica refém do prazo deles, que é sem dúvida, o calcanhar de aquiles atual do produto que eles vendem.

Vale a pena ?

Não sei. Com toda certeza agora a contratação da Pitzi requer com toda certeza muito cálculo, principalmente se você por exemplo está contratando um seguro para um Galaxy S7 que custa aí seus R$3600,00 ou mais. 25% deste valor é algo bem complicado, não é ?

Levando em consideração que você estará pagando mensalmente R$28,79 a coisa fica bem complicada.

O grande lance é que agora no primeiro ano a Pitzi deixou de ser grande vantagem a não ser quando você quebra a tela ou algum acidente como queda na água, que não é coberto pelo fabricante.

Em outros problemas cobertos pelo fabricante ela com toda certeza deixou de ser a primeira opção, e até com o risco de ficar algum tempo sem o aparelho ( com eles também se você mora fora de São Paulo, dá na mesma, porque é 50% do tempo que ficaria em uma autorizada ) ainda vale a pena utilizar os serviços de garantia do fabricante.

Quando saimos da garantia, ficamos presos a eles pelo contrato, mas, com toda certeza, eles não são a melhor opção, pois perdem no prazo.

Em resumo, hoje, é caro e pela falta de um seguro contra roubo, não sei se eles seriam a primeira opção que eu pensaria no caso de uma contratação ( pelos motivos que eu já explanei acima ).

Vou continuar usando ?

No meu caso, sim. Como eu já contratei o Clube Pitzi para o meu aparelho eu vou continuar com eles porque no fim, acabei ficando preso a eles. Como eles não mandam aparelhos novos ( zero ) e sim recondicionados ( ou seja, aparelhos que foram para oficina e foram recuperados ) meu medo é ir numa autorizada ou numa oficina e o serviço ficar muito mais caro do que o esperado por ser achar outros defeitos.

Assim no momento ainda fico com eles porque contratei.

Mas e no futuro ?

Eu iria pesar o custo do Clube Pitzi + o custo de um seguro padrão ( que me pede prazo de 15 dias para resolver qualquer coisa também ) e ver qual deles seria mais viável em termos de custo.

Ou seja, hoje, o Clube Pitzi vale a pena dependendo do custo que você tiver geral, tempo que puder ficar sem o celular, e se, algum seguro não estiver num preço tão amigável quanto o deles.

Sei que foi uma análise bem pessoal, mas acho que ela vale para quem está pensando na contratação do Clube Pitzi. Achei que valia a pena uma análise bem do tipo desta que eu fiz.

Recomendados Para Você:

Sobre o autor

ataliba

Pai, marido, e analista de Sistemas que nos últimos anos se especializou em Linux e Unix e adora redes. Por este motivo celulares se tornaram seus grandes companheiros e no Android achou a mesma facilidade de personalização que tinha nos Linuxes.
A partir daí desenvolveu grande paixão pelo sistema operacional e é sobre isto que falará aqui.

Siga-nos nas Redes Sociais




Que tal nos acompanhar via Sparkle ?

Acompanhe nosso blog via Sparkle
Que tal nos acompanhar via Sparkle ? Asssine nossa trilha e receba nosso conteúdo automaticamente no seu smartphone.

/* ]]> */