Desenvolvimento

Americano constroi seu próprio telefone o PiPhone

Quando eu falo que o divertido é fazer funcionar muita gente acha que eu exagero. Sim, normalmente quem se diverte em fazer funcionar tende a não dar valor maior ao que criou, porque o divertido é ver funcionando.

Funcionou, perdeu a graça e é hora de passar para um novo experimento.

Xphone Rasp

Por isto, ao contrário das outras pessoas que possam ter lido esta notícia aqui eu entendo completamente quando ele diz que assim que terminar ( ou seja, se divertir com o dispositivo funcionando ), ele irá destruir o dispositivo para dar lugar a outros experimentos.

Mas, como todo projeto Open Source ( sim ), o cara liberou a lista de hardwares que ele usou. O cara gastou por volta de US$ 158 , ou seja, por volta de R$ 350 . O que ele usou foi :

  • Raspberry Pi modelo B – US$ 40
  • Touchscreen PITFT de 320×240 – US$ 35
  • Bateria de 2500 MAh LiPo – US$ 15
  • Módulo de cartão SIM GSM/GPRS – US$ 48
  • Conversor de DC-DC 3,3V – 5V, 1A – US$ 10
  • Cabos e etc – US$10

O celular roda o Raspbian e teve controles touchscreen programados em Python ( ueba ) pelo próprio desenvolvedor ( David Hunt ) . Logicamente que o aparelho é limitado ( mas mesmo limitado deve ser orgulho para o pesquisador ), pois só realiza chamadas e envia SMS ( não possui acesso internet ).

O celular não é bonito nem funcional mas o desenvolvedor brinca com bom humor para ridicularizar sua própria criação “Pelo custo dos componentes, entrar em um loja seria um negócio muito melhor, mas qual é a graça nisso ? , questiona ele.

Este é o ponto, qual a graça se você pode montar em casa seu próprio dispositivo e ainda ver sua obra funcionando ?

Se quiser acesso aos códigos e ao próprio projeto como um todo é só ir ao post do site do cara, que inclusive subiu todos os códigos para o Github.

Recomendados Para Você:

Sobre o autor

ataliba

Pai, marido, e analista de Sistemas que nos últimos anos se especializou em Linux e Unix e adora redes. Por este motivo celulares se tornaram seus grandes companheiros e no Android achou a mesma facilidade de personalização que tinha nos Linuxes.
A partir daí desenvolveu grande paixão pelo sistema operacional e é sobre isto que falará aqui.

Siga-nos nas Redes Sociais




Que tal nos acompanhar via Sparkle ?

Acompanhe nosso blog via Sparkle
Que tal nos acompanhar via Sparkle ? Asssine nossa trilha e receba nosso conteúdo automaticamente no seu smartphone.

/* ]]> */