Notícias

E agora o Whatsapp é do Facebook …

Estivemos fora por toda a manhã devido a alguns problemas técnicos mas estamos aí.

Ontem rolou por toda da internet uma notícia de que o Facebook arrematou o Whatsapp ( o aplicativo mais famoso de menagens no mundo mobile ) e conseguiu com isto ser dono de mais uma parte do nosso dia.

A compra foi feita por nada menos que US$ 16 bilhões, ou seja, o Whatsapp, concorrente direto do Messenger do Facebook. O valor é 16 vezes mais do que foi pago pelo Instagram e muito mais do que o Facebook chegou a oferecer pelo Snapchat. Serão US$ 4 bilhões em dinheiro e US$ 12 bilhões em ações. Os fundadores e funcionários do Whatsapp ainda receberão US$ 3 bilhões em ações restritas ao longo dos próximos quatro anos. Ou seja, ao todo são US$ 19 bilhões de dólares pagos ao Whatsapp.

Zuckerberg agora é dono do Whatsapp

 

Pelo Facebook, Zuckerberg garantiu que o Whatsapp não sofrerá interferência direta de sua equipe. Não é muito diferente do que foi dito na aquisição do Instagram e ao que parece ( não sou usuário do Instagram ) ele não mudou muito desde então. A promessa é que ele funcione em paralelo com o Messanger do Facebook ( espero eu ) mas eu acredito que no futuro ambos sejam fundidos.

O Whatsapp é o programa mais popular de mensagens em Smartphones do mundo, tendo por volta de 450 milhões de usuários mensais ativos que é um feito exaltado pelo Facebook que promete que em breve irá conectar mais de um milhão de pessoas. Deve-se lembrar que até neste ponto a compra do Whatsapp foi inteligente.

Pense, seu nome de usuário no Whatsapp é o seu número de telefone, portanto Zuckerberg tem na sua mão por volta de 450 milhões de números de telefone de usuários do mundo inteiro. Isto é uma base enorme que pode inclusive ajudar a agências como a NSA ou o próprio Facebook a chegar exatamente no usuário final, ou seja, no seu número de telefone.
Com isto a inteligência de anúncios pode ser aumentada e logicamente, a inteligência da integração do Facebook como um todo.

Mas o mais interessante é que o Whatsapp chega a ganhar por volta de 1 milhão de pessoas dia em sua base de usuários e por sua vez, já se aproxima ao volume global de SMS trocados ( sendo que, na maioria das vezes, ele realmente veio para ‘eliminar’ o uso do SMS na vida das pessoas ).

O maior temor, geral, é que o Whatsapp comece a incluir publicidade em meio a seus anúncios, já que há ameaças deste tipo em relação ao Instagram.

Se a equipe do Whatsapp pretendia não exibir anúncios e sim cobrar uma pequena assinatura dos usuários já que eles não enxergam o usuário como produto. Já o Facebook te vê como produto mesmo, tal qual o Google e empresa não vai ter problemas em vender anúncios para manter um serviço gratuito.

Ou seja, com a capacidade e inteligência que esta nova aquisição deu ao Facebook sim, em breve, seremos abarrotados de anúncios em nossas caixas do Whatsapp.

Ou então … caso você não queira se submeter a isto, já temos o Telegram que é uma iniciativa semi-livre que tende a pelo menos nos dar liberdade de aceitar ou não as mensagens do Facebook.

Uma coisa é certa … muita gente lucrou com esta compra. O próprio Facebook e logicamente, governos … já que com a força de leis podem usar estas bases para mapear amigos e inimigos em uma fração do tempo que levariam anteriormente.

Via Gizmodo Brasil

Recomendados Para Você:

Sobre o autor

ataliba

Pai, marido, e analista de Sistemas que nos últimos anos se especializou em Linux e Unix e adora redes. Por este motivo celulares se tornaram seus grandes companheiros e no Android achou a mesma facilidade de personalização que tinha nos Linuxes.
A partir daí desenvolveu grande paixão pelo sistema operacional e é sobre isto que falará aqui.

Siga-nos nas Redes Sociais




Que tal nos acompanhar via Sparkle ?

Acompanhe nosso blog via Sparkle
Que tal nos acompanhar via Sparkle ? Asssine nossa trilha e receba nosso conteúdo automaticamente no seu smartphone.

/* ]]> */