Xiaomi

Novo vazamento do Mi Note 3 mostra o uso do chipset Snadpragon 660




Uma nova imagem foi vazada e mostra que o Xiaomi Mi note 3 terá como chipset o Snapdragon 660 ao lado de uma configuração de câmera traseira dupla.

Apesar de não termos os megapixels do conjunto de câmeras traseiro a câmera dianteira terá 16 megapixels e o telefone virá com 6GB de RAm e 128GB de armazenamento interno que é uma melhoria bem interessante em relação ao Xiaomi Mi Note 2 em termos de hardware.

As embalagens apareceram em 31 de agosto mas eram somente da frente da caixa que acabava não mostrando detalhes sobre as configurações.

A frente da caixa é a mesma da outra imagem vazada e por isso é claro que esta é a imagem da caixa de varejo do Xiaomi Mi Note 3.

O Xiaomi Mi Note 3 estará sendo apresentado ao mercado amanhã ao lado do Xiaomi Mi Mix 2 que acompanha o Mi Mix Original que a Xiaomi apresentou ao mercado no ano passado com um display praticamente sem bordas.

 

As caixas de varejo infelizmente não mostram uma listagem completa das especificações de um dispositivo mas aqui temos algumas coisas legais sobre o dispositivo.
A parte traseira da caixa de varejo nos mostra a informação de que o dispositivo terá suporte da USB Tipo-C e também será fornecido um adaptador USB Tipo-C na caixa. Isto significa que o Mi Note 3 não virá com uma entrada de áudio 3,5 mm que é uma tendência este ano entre os fabricantes.
O Mi Note 3 também estará vindo com um corpo de vidro que é detalhado na parte traseira da caixa também. Esta informação nos diz que o dispositivo deverá ser bem elegante embora isto dependa um pouco do que o comprador define como elegante, lógico.
Embora o telefone esteja sendo prometido para ser apresentado ao mercado nos próximos dias não temos ainda nem informações de preço e, datas certeiras de lançamento.
A única data é que dissemos acima, que poderá ser no dia 11 de setembro, ou seja, amanhã. Mas nada oficial ainda.

 

 

Via Android Headlines




Recomendados Para Você:

Sobre o autor

ataliba

Pai, marido, e analista de Sistemas que nos últimos anos se especializou em Linux e Unix e adora redes. Por este motivo celulares se tornaram seus grandes companheiros e no Android achou a mesma facilidade de personalização que tinha nos Linuxes.
A partir daí desenvolveu grande paixão pelo sistema operacional e é sobre isto que falará aqui.

Busca

Que tal nos acompanhar via Telegram ?

Acompanhe nosso blog via Telegram
Que tal nos acompanhar via Telegram ? Asssine o nosso canal e receba nosso conteúdo automaticamente no seu smartphone.

/* ]]> */