Android Samsung

O Galaxy S7 aparece no iFixit e … ele é bem mais difícil de arrrumar que seu antecessor




O pessoal do iFixIt são mestres em capacitar os consumidores no reparo dos seus próprios dispositivos. Mas eles nunca disseram que é fácil e isto acontece com o dispositivo mais novo da Samsung, o Galaxy S7.

Como de costume o iFixIt meticulosamente destruiu o Galaxy S7 para mostrar aos seus clientes como arrumá-lo e sem surpresa os componentes ainda são mais compicados e difíceis de substituir do que eram no Galaxy S6.

Galaxy S7

E se você tem estômago fraco aconselho a se preparar para as imagens abaixo. Um telefone estripado disponível.

IFixiT

Mas vamos ser justos. Isto não é uma intenção direta da Samsung de tornar o dispositivo mais difícil de ser reparado, mas sim, um subproduto de uma engenharia fenomenal para conseguir fazer componentes eletrônicos cada vez mais poderosos e menores.
O Galaxy deste ano não tem parafusos externos em todos os componentes e para abri-lo é necessário um combinação de ventosas poderosas e algumas alavancas pequenas.

Uma vez que você tenha aberto o smartphone tudo que você verá serão componentes bem familiares mas os destaques vão para a bateria ( em relação ao tamanho do smartphone ) e um midframe triplo de peças é bem interessante.

Além disto dê uma olhada no pequeno pedaço de cobre  que é um hitpipe pequeno em miniatura cheio de liquido que vaporiza para transportar o calor dos componentes internos a estrutura de metal.

Ifixit O pessoal da iFixIt dá ao telefone Galaxy S7 uma pontuação de reparabilidade de 3 em 10 o que é algo bem complicado né ?
Se você tem experiência em montagem e desmontagem de dispositivos eletrônicos isto é bem factível e é quase garantia que você irá acabar quebrando alguma peça.

E se o S7 já é assim, nem queira pensar em como será difícil o reparo do S7 Edge.




Recomendados Para Você:

Sobre o autor

ataliba

Pai, marido, e analista de Sistemas que nos últimos anos se especializou em Linux e Unix e adora redes. Por este motivo celulares se tornaram seus grandes companheiros e no Android achou a mesma facilidade de personalização que tinha nos Linuxes.
A partir daí desenvolveu grande paixão pelo sistema operacional e é sobre isto que falará aqui.

Busca

Que tal nos acompanhar via Telegram ?

Acompanhe nosso blog via Telegram
Que tal nos acompanhar via Telegram ? Asssine o nosso canal e receba nosso conteúdo automaticamente no seu smartphone.

/* ]]> */