Notícias

O Pentagono proíbe telefones Huawei e ZTE em lojas nas bases militares

O Pentágono está ordenando que lojas de varejo em bases militares nos Estados Unidos parem de vender produtos da Huawei e ZTE devido ao risco de segurança que representam.

O Pentágono considera inaceitável o risco de segurança apresentado pela adoção de dispositivos fabricados pelas empresas chineses. Autoridades norte-americanas acreditam que os smartphones poderiam ser usados para espionar militares.

“Dispositivos da Huawei e da ZTE podem representar um risco inaceitável para o pessoal, informações e missão do departamento”, disse o porta-voz do Pentágono, major Dave Eastburn, na sexta-feira.

“À luz desta informação não era prudente que as lojas do departamento continuassem a vendê-los”.

Eastburn confirmou que a decisão de proibir os telefones da Huawei e produtos relacionados foi tomada em 25 de abril.

“Dadas as preocupações sobre a segurança dos telefones celulares ZTE e produtos relacionados, os serviços de troca ( do Pentágono) também removeram os produtos ZTE de suas lojas”, acrescentou.

A ZTE não comentou imediatamente a proibição, enquanto a Huawei prontamente respondeu destacando a alta qualidade dos seus produtos e sua confiabilidade em termos de segurança.

“Continuamos comprometidos com a abertura e transparência em tudo que fazemos e queremos deixar claro que nenhum governo jamais nos pediu para comprometer a segurança ou integridade de qualquer uma de nossas redes ou dispositivos”, disse o porta-voz da Huawei, Charles Zinkowski, em comunicado.

A Comissão Federal de Comunicações também proibe que fundos federais sejam gastos em equipamentos sem fio feitos por empresas que representam um risco de segurança para a infraestrutura dos Estados Unidos.

A proposta da FCC em uma seção que detalha as preocupações do governo federal com provedores de tecnologia estrangeiros refere-se explicitamente a Huawei e a ZTE.

Em fevereiro Dan Coats que é diretor da Inteligência Nacional juntamente com vários outros funcionários da inteligência convidou os americanos a evitar a compra de produtos da ZTE e Huawei.

“A capacidade chineses de espionagem cibernética e ataque cibernético continuará a apoiar a segurança nacional e as prioridades econômicas da China”, disse Coats ao Comitê de Segurança do Senado.

Em Abril a agência de Inteligência do Reino Unido, a GCHQ alertou as empresas de telecomunicações do Reino Unido sobre os riscos de usar equipamentos e serviços da ZTE em suas infraestruturas.

O alerta divulgado pelo Centro Nacional de Segurança Cibernética disse que a empresa chinesa “apresentaria um risco a segurança nacional do Reino Unido que não poderia ser mitigada de forma eficaz ou prática”.

A ZTE é uma empresa estatal e muitos especialistas destacaram os riscos de usar seus produtos.

Os problemas para a ZTE não terminaram, o Bureau de Indústria e Segurança do Departamento de Comércio dos EUA ( BIS ) anunciou que a empresa chinesa foi proibida de comprar bens de empresas dos Estados Unidos.

Isto porque a ZTE foi descoberta violando as sanções do Irã e Coréia do Norte.

 

Via Security Affairs

Recomendados Para Você:

Sobre o autor

ataliba

Pai, marido, e analista de Sistemas que nos últimos anos se especializou em Linux e Unix e adora redes. Por este motivo celulares se tornaram seus grandes companheiros e no Android achou a mesma facilidade de personalização que tinha nos Linuxes.
A partir daí desenvolveu grande paixão pelo sistema operacional e é sobre isto que falará aqui.

Siga-nos nas Redes Sociais

Busca




Que tal nos acompanhar via Sparkle ?

Acompanhe nosso blog via Sparkle
Que tal nos acompanhar via Sparkle ? Asssine nossa trilha e receba nosso conteúdo automaticamente no seu smartphone.

/* ]]> */