Dicas

Root para Android: Saiba o Que é e Como Funciona esse Procedimento




Este artigo foi criado pela equipe Bitdefender para uso exclusivo do blog Louco Por Android

Ter acesso total ao sistema operacional do smartphone Android e conseguir controlar tudo dentro do seu aparelho parece um sonho, não é mesmo? É por isso que muitas pessoas decidem fazer root em seus dispositivos.

Mas você sabe o que isso significa? O termo root vem da língua inglesa e significa raiz. Ou seja, o processo possibilita ao usuário acesso à raiz do smartphone por meio de um sistema operacional baseado no Linux.

Ele é uma espécie de superadministrador que dá acesso integral ao sistema e permite modificá-lo livremente.


Entre as vantagens de fazer root – ou rootar – no aparelho estão:

  • Deletar bloatwares (aqueles aplicativos que já vêm instalados no smartphone e não podem ser excluídos. Quando não são úteis para o usuário, apenas ocupam espaço útil e reduzem o tempo de vida da bateria);
  • Ter acesso às funções de aplicativos que não estavam disponíveis;
  • Instalação de ROMs (armazenamento de longo prazo para smartphones);
  • Fazer overclock do processador (modificar o hardware para melhorar o desempenho do aparelho);
  • Baixar aplicativos não permitidos.

Contudo, há também o outro lado da moeda.

Portanto, pense bem antes de rootear o seu aparelho. Principalmente se não possuir conhecimentos avançados sobre este tipo de tecnologia.

Confira também algumas desvantagens de fazer root no seu smartphone:

  • Modificar ou excluir uma pasta importante acidentalmente, prejudicando o funcionamento ou, até mesmo, inutilizando o aparelho;
  • Baixar aplicativos inseguros;
  • Facilitar a instalação de vírus e malwares;
  • Ao rootear o aparelho, é perdido a garantia de fábrica;
  • Paralisa as atualizações oficiais automáticas via OTA (over-the-air).

Ou seja, rootear o smartphone pode ser tanto uma ótima opção como a pior de todas. Tudo depende da sua habilidade e conhecimentos para lidar com todas as configurações do dispositivo de forma manual.

O procedimento não é indicado para usuários iniciantes, pois os prejuízos podem ser maiores que os benefícios. Já para os mais experientes, como desenvolvedores e experts em tecnologia, fazer o root pode ser bem vantajoso.

Também é importante ressaltar que, independente de ser iniciante ou experiente, se o antivírus para celular já é uma ferramenta essencial nos smartphones como um todo, nos dispositivos rooteados ele se torna ainda mais indispensável.

Afinal, a brecha nas configurações do root serve também para os malwares, que conseguem ter acesso mais facilmente às partes mais importantes do seu aparelho. E essa infecção pode ser irreversível.

Você acha que vale a pena fazer root no dispositivo? Deixe sua opinião nos comentários!

Imagens: Pexels




Recomendados Para Você:

Sobre o autor

Convidado

Quer participar do Louco por Android com um guest post também ? É só ler nossa política de guest post e enviar seu artigo para revisão e possível publicação.

Busca

Que tal nos acompanhar via Telegram ?

Acompanhe nosso blog via Telegram
Que tal nos acompanhar via Telegram ? Asssine o nosso canal e receba nosso conteúdo automaticamente no seu smartphone.

/* ]]> */