Samsung: o Galaxy Note 7 da China que pegou fogo sofreu ação de calor externo

Gostou ? Compartilhe !!!Tweet about this on TwitterShare on RedditShare on LinkedInPin on PinterestShare on Facebook




O Galaxy Note 7 ganhou a mídia em 3 momentos específicos. Primeiro, foi antes do seu lançamento, diversos rumores faziam com que todos tivesse muita curiosidade com seu lançamento. Depois ele foi lançado e sua aceitação no mercado de cara foi ótima e todos queriam um em suas mãos, mesmo com seu preço elevado.

E finalmente, quando ele começou a ter diversos problemas em relação a incêndios relacionados ao mesmo e aí, começou um recall que jogou um balde de água fria na empresa.

Tudo isto foi um problema relacionado as baterias do dispositivo e logicamente isto gerou um grande problema a Samsung que terá que fazer o recall em 2,5 milhões de dispositivos em todo o mundo.

Galaxy Note 7

E nem é difícil de saber que muitas unidades que foram vendidas em todo o mundo foram afetados pelo problema e os dispositivos que estavam sendo vendidos na China estavam sendo reconhecidos como seguros para uso.

Isso porque a empresa achava que as baterias que estavam nestes dispositivos haviam sido produzidas pela Amperex Technology Limited ( ATL ) e não pela Samsung SDI.

Mas o problema é que hoje cedo uma notícia apareceu na China dizendo que um smartphone pegou fogo e isto gerou uma grande repercussão, por causa do tamanho que o caso tomou nos últimos tempos.

De acordo com um comunicado da varejista online JD.com a Samsung aparentemente vinha investingando relatos de um incêndio que havia sido creditado a um sobreaquecimento do Galaxy Note 7.

E agora, relatórios novos apareceram com o resultado da investigação em relação a este caso específico.

De acordo com um post no seu site oficial da China a Samsung concluiu que a bateria não era a culpada pelo ocorrido com o Galaxy Note 7 na China . Segundo a empresa o dano a este produto em específico foi causado por um aquecimento externo.

A empresa se recusou a divulgar mais detalhes sobre a investigação mas a Amperex divulgou um comunicado a imprensa confirmando que a bateria em questão era de fabricação deles.

No entanto ela rebateu quaisquer alegações de responsabilidade de sua parte dizendo que as marcas de queimaduras no aparelho levaram os seus investigadores a supor que a fonte de aquecimento vinha de fora da bateria e é muito provável que uma fonte externa tenha causado todo o problema.

Pelo menos desta  vez, ao que parece, o culpado não foi mesmo o Galaxy Note 7.

Via Android headlines via Reuters




Recomendados Para Você: